Game Boy Advance (GBA)

Certamente esse console revolucionou a classe dos portáteis simplesmente por seus gráficos que são notoriamente mais desenvolvidos que seu antecessor o GBC. O GBA como é conhecido por muitos, foi o que manteve a Nintendo nos anos 2000, graças a empresa ser ofuscada pela Sony, o desenvolvimento de consoles para casa da Nintendo foi ridículo, não desmerecendo o Game Cube que tem jogos magníficos, mas comparado ao PS2, o NGC não é muito. Embora pequeno, o GBA provou seu valor, seus jogos são memoráveis e a brincadeira com a conectividade em certos jogos foi uma das peças chaves do sucesso desse pequeno console, sendo comparado até ao SNES, dito um SNES portátil (o console tem alguns remakes, melhorados dos jogos de SNES). Grande parte desse sucesso se deve é claro a série pokémon, uma excelente e lucrativa franquia da Nintendo, mas claro o console não viveu só de pokémon, lançando novas franquias e remakes memoráveis. O GBA vendeu 75 milhões de cópias até 2006, e mesmo estando fora de produção é jogado por muitos em seus PC através de emulação.

O Console

Pequeno o console tinha dimensões confortáveis, porém uma tela muito pequena (por isso os gráficos ficam decentes), sendo as dimensões do console 144,5×24, 5 mm, ou seja, muito pequeno. Esse tamanho era o suficiente para guardar dois processadores, um de 16MHz para rodar os jogos novos e outro de 8MHz para rodar os jogos antigos, permitindo assim a compatibilidade com suas versões anteriores. Esteticamente o GBA como dito acima é bem confortável no quesito dos controles, era bem ajustável como se você jogasse em sua manete, porém o GBA teve uma deficiência, não tinha luz própria, você precisava jogar em um ambiente iluminado e também era movido a pilhas, a solução veio com o GBA SP. O GBA teve mais algumas versões das quais vou destacar abaixo

GBA SP – Era um Game Boy “flip” com uma tela separada dos controles na vertical, sinceramente isso melhorou um pouco a jogabilidade, embora eu prefira com os botões acoplados na tela, fica um pouquinho difícil acertar os botões de ombro com o SP. Corrigindo os defeitos da versão anterior esse GBA sim continha luz interna, deixando você a vontade para virar a madrugada jogando sem necessidade da luz e também tinha uma bateria recarregável. Claro para não torrar a bateria essa versão tinha um “interruptor”, assim a iluminação era desnecessária em ambientes já iluminados. Também permitia o uso de fones de ouvido com um adaptador.

GBA micro – Voltando a horizontal é um GBA menor cabendo na palma da mão, sem suporte para os jogos de GB e GBC, essa versão foi duramente criticada por suas diversas deficiências, sendo por fim ofuscado pela própria Nintendo com a chegada do DS


Jogos

 

Eu não consegui encontrar o primeiro jogo lançado para o GBA, mais o ultimo foi Samurai Deeper Kyo em 2008 aqui no ocidente (no Japão foi FF6 Advance). O número de jogos lançados também se aproxima dos 1000 sendo lançados de 2001 até 2008, mostrando o sucesso do console com as softhouses e dando uma sobrevida a Nintendo, o mais vendido foi Pokémon Ruby & Pokémon Sapphire vendendo 13milhões de cópias. Os jogos eram comportados em cartuchos pequenos e no formato ROM com até 32MB de tamanho, um espaço muito maior do que o do SNES em relação ao tamanho (uma fita de SNES é maior do que uma de GBA dããã). Dentre os sucessos, mesclam os originais com os remakes, sendo a especialidade RPGs: Golden Sun, Pokémon em sua terceira geração (Ruby, Sapphire, Emerald, Fire Red e Leaf Green), Advance Wars, remakes de Final Fantasy e Breath of Fire, sem contar os famosos jogos de Mario (Kart, Party, World, Superstar Saga, etc)

Acessórios

A Nintendo é fera em descolar acessórios de conectividade e em especial aqui no GBA é a conectividade com o console principal na época o Game Cube, vou deixar aqui os acessórios mais importantes.

1) Wireless Adapter → Adaptador de Wireless tornando toda aquela “fiarada” na hora de conectar e batalhar inútil, acessório totalmente inovador, por também não precisar ficar colado com o GBA do seu amigo como um bebê é ligado a mãe pelo cordão umbilical

2) Cabo NGC/GBA → Cabo que permitia a conexão entre Game Boy Advance e Nintendo Game Cube permitindo você jogar GBA no seu NGC (na tv e tudo) e usar o GBA como manete, além disso alguns jogos só tinham certos segredos desbloqueados ao conectar com um jogo de NGC

3) E-Reader → Era como um leitor de código de barras, havia códigos criptografados em cartões (TGC de Pokémon como exemplo) que o e-reader lia e servia estilo um “PET” de Megaman Battle Network, você jogava TGC de seu GBA e seu amigo de outro, não é considerado um acessório é um add-on.

4) Play Yan → Servia como MP3 no seu GBA, baixava a música para um cartão SD então encaixava esse cartão no Play Yan para você escutar músicas ou até mesmo ver alguns videos. Esse acessório nunca foi lançado por aqui.

5) Afterburner → Devido a falta de iluminação própria do GBA esse acessório chegou como solução para esse problema, esse acessório não era licenciado pela Nintendo e perdeu espaço com a chegada do GBA SP

Obrigado por lerem

Publicado em 31 de julho de 2012, em 5-GBA, Consoles e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. No VBA.

    Curtir

  2. como se usa wireless adapter

    Curtir

Antes de Comentar, Veja se sua dúvida já não foi respondida!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: