Arquivo da categoria: Consoles

Game Boy Advance (GBA)

Certamente esse console revolucionou a classe dos portáteis simplesmente por seus gráficos que são notoriamente mais desenvolvidos que seu antecessor o GBC. O GBA como é conhecido por muitos, foi o que manteve a Nintendo nos anos 2000, graças a empresa ser ofuscada pela Sony, o desenvolvimento de consoles para casa da Nintendo foi ridículo, não desmerecendo o Game Cube que tem jogos magníficos, mas comparado ao PS2, o NGC não é muito. Embora pequeno, o GBA provou seu valor, seus jogos são memoráveis e a brincadeira com a conectividade em certos jogos foi uma das peças chaves do sucesso desse pequeno console, sendo comparado até ao SNES, dito um SNES portátil (o console tem alguns remakes, melhorados dos jogos de SNES). Grande parte desse sucesso se deve é claro a série pokémon, uma excelente e lucrativa franquia da Nintendo, mas claro o console não viveu só de pokémon, lançando novas franquias e remakes memoráveis. O GBA vendeu 75 milhões de cópias até 2006, e mesmo estando fora de produção é jogado por muitos em seus PC através de emulação.

Leia o resto deste post

Sega Master System

Lançado no mercado em 85 no Japão e em 86 nos EUA, o Sega Master System foi um grande conhecido dos brasileiros, e o primeiro “sucesso” da sega. Sucesso entre aspas porque o console não fez sucesso nos grandes mercados, Japão e EUA onde foi largamente castigado, já que seu oponente era ninguém menos do que o melhor 8bits já criado: NES. Sem contar que a Nintendo tinha contratos de exclusividade com as principais softhouses, um veneno parecido com o que a Nintendo ia provar alguns anos mais tarde com o Nintendo 64… Com isso a Sega dependeu das próprias pernas para produzir jogos e como bem sabemos as pernas da Sega não correm muito bem, salvam-se algumas exceções. O principal destaque deste console certamente é que juntamente com seu sucessor (Sega Master System) eles fizeram um tremendo sucesso no Brasil, onde foi lançado em 89, nas mãos também da Tec Toy que inclusive lançou uma nova versão do console em 2009, além de várias outras versões (incluindo uma versão completamente rosa, para o público feminino), chegando inclusive a superar a Nintendo em vendas aqui no nosso território. Apesar do fracasso nos EUA, o console ficou em vigésimo em uma lista de vinte e cinco sobre os melhores video games lançados. Superando a Nintendo, aqui e na Europa o Master System merece ser estudado aqui no blog!

Leia o resto deste post

Sega Mega Drive

Era outubro de 1988 e no Japão lançavam o Sega Mega Drive, o console visava encarar a Nintendo e seu NES. O Mega Drive é óbvio muito superior ao NES chegou a reavivar as esperanças da Sega, até que seu real competidor apareceu o SNES. Uma batalha feroz foi travada no mercado entre as duas empresas e seus principais consoles. O pobre Mega Drive foi derrotado, no Japão e nos EUA o video-game foi pouco valorizado, aliás, nos EUA o nome do console era Sega Genesis uma palhaçada de direitos autorais com nomes e o nome do console era uma jogada de marketing “Mega” de superior e “Drive” de velocidade. Lançado aqui no Brasil em 1990 (um ano após o lançamento do seu antecessor) o video-game fez um sucesso graças a Tec Toy e até hoje enriquece a empresa, porém competindo com os xingling’s (literalmente) do NES, engraçado parece que o console que foi criado com o propósito de ofuscar o NES continua firme e forte em sua função aqui no Brasil. O Mega Drive foi um grande marco com seus grandes jogos e proporcionou até uma “guerra” entre consoles onde os maiores beneficiados foram nós os gamers, porém a Sega não contava com a ajuda de muitas softhouses e o máximo que eles podiam fazer eram tirar a censura de jogos que tinham cortes, criando assim esse sistema de idades para se jogar certo jogo. A Sega foi derrotada e afundou o Mega Drive em uma amargura, mas o console até hoje anda vivo na memória de muita gente que teve o privilégio de poder jogar um desses!

Leia o resto deste post

Computador (Personal Computer / PC)

Símbolo da atual geração, o computador é um aparelho muito importante na globalização e na atualidade, talvez só perca suas atenções para a TV. Antes de começar uma breve introdução, computador é toda e qualquer maquina capaz de computar números, é uma espécie de calculadora até mesmo as mais simples (como o ábaco), podem ser considerados computadores. Porém não é o ábaco que nos interessa, os computadores modernos são capazes de fazer grandes cálculos em uma pouca quantidade de tempo, devido a seus componentes internos que ficam cada vez mais potentes com o passar do tempo os computadores se tornam verdadeiros meios de se socializar, de se informar e para nós o mais importante de se divertir. Essa é a função a qual nos interessa, inicialmente os computadores tinham tamanhos de cômodos de uma casa comum (os super computadores ainda continuam com esse tamanho imenso), antes de chegar ao tamanho convencional e até menor, esses computadores imensos não eram feitos para sua irmã jogar paciência, ou você rir das fotos no facebook, tinha uma função muito mais chata e trabalhosa: fazer cálculos para os cientistas cálculos que a mente humana demoraria horas para resolver, até mesmo com a ajuda de uma calculadora. Com o passar dos anos o computador foi ficando menor e se tornou acessível as casas, isso há pelo menos vinte cinco anos, nessa época os computadores eram caros e tinham funções muito escassas, ainda eram próprios para o trabalho só que dessa vez pessoal. A Microsoft surgiu com um sistema operacional (antes os PCs eram operados com muita dificuldade e sinceramente me falta informação para como um PC rodava sem seu sistema operacional, ao que parece os programas eram iniciados pelo prompt de comando através do MSDOS, que permanece até hoje como companhia do Windows), esse sistema operacional encheu o bolso da Microsoft e de seu dono Bill Gates, um dos homens mais ricos da terra, trazendo uma maior versatilidade aos computadores pessoais. É aqui que nós da EP queríamos chegar, com um sistema operacional para gerenciar as execuções do seu computador, era possível criar jogos com mais dinâmica e dificuldade, sem ser um xadrezinho básico.  Se quiser me acompanhar em uma análise dos componentes e dos jogos de um computador pessoal, peguem a pipoca!

Leia o resto deste post

Sony Playstation (PS1)

Playstation mais chamado por Playstation 1 (por causa do Playstation 2), chamado popularmente por PS1 ou Play1, primeiro grande console lançado pela Sony. Sua criação pode ser considerada irônica, uma excelente história que vou contar no parágrafo de baixo.

Você já ouviu aquela história dos desenhos de herói, em que o herói por alguma razão acaba criando seu próprio inimigo? Bem, digamos que no mundo dos consoles aconteceu algo parecido (não estou chamando ninguém de herói e nem de vilão, é apenas uma colocação). Antigamente na era dos 8 bits Nintendo e Sega brigavam pela hegemonia dos games, com a criação do Mega Drive a Nintendo precisava “calar a boca” da Sega com um grande projeto, eis que surgiu o Super Nintendo. A Sony criou o chip de som do SNES, assim a Nintendo conseguiu um pouco de vantagem hegemônica sobre a Sega, e para dar um cheque-mate na marca a Nintendo planejava criar uma expansão com CDs-ROM para o SNES, devido aos desentendimentos entre as duas marcas a Nintendo decidiu cancelar o projeto e assinar com a Philips. A Sony então criou seu próprio console independente o Playstation 1.

O playstation com certeza foi um choque para os games, os gráficos mudaram 100 vezes para melhor tornando incomparável com o SNES (claro a Nintendo não parou por ai, lançou o 64 que é um pouco menos popular que o PS1, mas é um bom console, a Sega que se ferrou nessa história). Os jogos mais longos, mais bem definidos e a facilidade de se arrumar um Cd alavancou o Play1 a ponto de vender mais de 100 milhões de cópias contra 32 milhões do 64 seu maior rival.

Leia o resto deste post

Super Nintendo Entertainment Sistem (SNES)

Em 1990 era lançado o Super Nintendo Entertainment Sistem, só na época de lançamento foram vendidos 49 milhões de consoles, a nintendo trazia ao mundo o competidor direto do Sega Genesis (Mega Drive). Mais conhecido no Brasil como Super Nintendo, o video game revolucionou o mundo devido a sua qualidade gráfica e sua jogabilidade espetacular, o Super Nintendo foi fantástico para o Old School, todo filme, desenho e claro MARIO tinha presença confirmada no console, aliás é no console que as empresas potenciaram seus poderes economicos, revolucionando a jogabilidade, fazendo surgir novos gêneros e melhorando os gêneros antigos. A parte gráfica é sem duvidas um de seus melhores quisitos, ela era excelente para época (que antes era muito voltada aos pixels com a fraquissima 8bits). Sem duvida alguma o console marcou em muito a vida de muitas pessoas, até hoje trazendo lembraças de tardes jogando Zelda, ou ISS, infelizmente com a chegada do Playstation e o gasto MUITO mais barato em CDs a nintendo se viu obrigada a parar o lançamento do SNES, mas não terminando seu sucesso, pois ainda hoje em alguns países o console é vendido com um formato mais moderno.
Leia o resto deste post

Nintendo 64 (N64)

Em 1996 era lançado o N64, o último console que usava como mídia os cartuchos, de fato o vídeo-game veio como resposta direta ao Playstation da Sony, mesmo tendo jogos de qualidade o N64 não foi páreo para seu competidor, ficou até em terceiro em vendas no Japão (certamente uma mancha na Nintendo que era líder nesse mercado), mas em segundo no mundo todo. O que colaborou para o afundamento do N64 foi sem dúvida alguma o sistema de cartucho, isso afastou as grandes produtoras de jogos da nintendo as fazendo migrarem para a Sony, pois o desenvolvimento de um jogo em CD é muito mais barato e menos desgastante do que um para cartucho. Com esse problema a Nintendo sobreviveu as custas de seus grandes nomes e claro da grande criatividade do console, dentre essas podemos destacar o joystick, os acessórios e alguns jogos. No Brasil o vídeo game foi lançado em 1997 e eu tive o privilégio de ter um console desses (não foi de primeira mão)